29 de jun de 2014

Mulheres divinas !


Nossa, quanta opressão ! Coitada da moça... 



E aí, marujo ! Certamente já viu esse vídeo. Ele foi bem compartilhado no face. Mas queria visse de novo:



Já pensou se fosse ao contrário ? Se um cara resolvesse brincar de dar porrada numa mulher. O que aconteceria ?

No vídeo, fica gritante como é perigoso o "coitadismo feminista". Uma mulher pode fazer qualquer coisa que NUNCA é responsabilizada pelos seus atos. Essa maluquice de que mulheres são oprimidas e blablabla as tornou seres quase semidivinos. 

Veja que ninguém procura saber o que realmente aconteceu. Parte-se do princípio de que a mulher é sempre uma vítima. E que o "machista opressor" a agrediu. E a polícia "machista e repressora" voa em cima do cara como se ele fosse culpado. 

É baseado nessa aura de semidivindade e inimputabilidade que as "oprimidas" destroem a vida dos "opressores". Inventam alguma coisa e o cara que se vire pra provar que não tá errado ! E elas saem felizes e contentes como se não tivessem nada a  ver com o assunto. No vídeo foi assim mesmo que aconteceu.

É assim que num processo de divórcio uma mulher leva embora o patrimônio do seu ex. Simplesmente por ser mulher e estar casada com ele. E não raro não fez porra nenhuma nada para a construção do tal patrimônio. 

É assim que uma garota inventa que foi assediada e o mundo cai sobre o suposto assediador. A vida do cara é destruída e a "oprimida" sai imune e como coitada. Acha que estou exagerando ? Troque os números da equação e coloque um "de menor" no lugar da mulher. Se ele assaltasse o cara, ficaria por isso mesmo. Ele é inimputável. A diferença é que em volta dele não há, ainda, a aura de semidivindade que há em volta das mulheres.

Então, amiguinho, fique atento pra não virar uma vítima das "oprimidas" ! E mesmo depois disso tudo haverá idiotas manginas homens dizendo que é exagero e que as mulheres são coitadinhas... 








Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ô, manolo !
Faça comentários relativos ao post. Ok?