17 de out de 2006

PDT neutro


RIO DE JANEIRO (Reuters), 16 de outubro - O PDT decidiu nesta segunda-feira ficar neutro no segundo turno da disputa presidencial, rejeitando o apoio ao presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ao presidenciável do PSDB, Geraldo Alckmin.
A decisão foi tomada em reunião do Diretório Nacional do partido, no Rio de Janeiro, com 128 votos favoráveis à neutralidade e 49 contrários a essa posição.
"O PDT é um partido independente, nenhum desses candidatos representa a nossa idéia, a nossa causa", disse o presidente do PDT, Carlos Lupi, após a reunião.O PDT disputou o primeiro turno da eleição presidencial com o senador Cristovam Buarque, que teve 2,64% dos votos válidos
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ô, manolo !
Faça comentários relativos ao post. Ok?