13 de mar de 2011

Pare de bater punheta, manolo !

*** Muito bem, seus punheteiros tarados amiguinhos ! Finalmente a "coluna" sobre assuntos sacaniásticos, putarísticos e sexológicos se tornou realidade ! Como nosso "sexólogo" ainda não está bem familiarizado com o blogger, posto o que ele escreveu. Na próxima ele mesm vai postar! E aí poderão xingá-lo cumprimentá-lo pessoalmente, aliás, virtualmente... online... ah, vcs entederam ! ***

Manolos seguidores da Casa, como vocês sabem eu sou o novo “membro” do blog e meu dever é informar e tirar dúvidas sobre um assunto que “quase ninguém se interessa”: acasalamento, fudilancia, trepar, descascar a banana, descabelar o palhaço, copular, fazer amor, fuder, ou simplesmente SEXO. Pedimos sugestões para começar. Como ninguém se manifestou, resolvi falar algumas coisas que andei analisando ao longo da minha vida sexual e colhendo relatos de alguns amigos.
Tudo começa quando você cria coragem de parar de bater punheta no seu quarto as sextas e sábados a noite e sai pra balada. Por mais que seja um barzinho, já é um começo!
Vi algo que você só acredita estando lá, um exemplo é essa imagem que achei na internet, eu um dia de pesquisa sobre nosso tão prazeiroso e galoso assunto:

Adivinha quem é que está com o dedo na boca?
  
Pois é meus queridos punheteiros amigos, como vocês vão dedar alguém se não saem do quarto? Bem, salvo aqueles que levam a dita cuja para acasalar em seu quarto só gala de tanto bater e com fedor de suor da própria punheta “ninho do amor”.

Pois bem, encontrei e fiquei analisando essa outra imagem:
 Que fala por si só. Quero ver os comentários! Na próxima semana, vou falar de como conseguir se dar bem na balada ao ponto de saber se vocês vão transar aquela noite, depois de alguns dias ou se vão ficar de pau na mão não vão conseguir nada.

Abraços a todos e um excelente final de semana.


    Olha a situação que encontramos apenas na balada :

Um comentário:

Ô, manolo !
Faça comentários relativos ao post. Ok?