28 de ago de 2006

JK: volta ao Planalto frustrada pelo golp

Juscelino Kubitschek passou a faixa ao seu sucessor Jânio Quadros com planos de reassumir a Presidência em 1965, tendo o slogan pronto: “Cinco anos de agricultura para 50 anos de fartura”.

Em 1961, elegeu-se senador por Goiás. Com o golpe militar de 1964, como democrata e opositor ao regime, JK prevê sua cassação em discurso proferido em 3 de junho. Estava certo. Cinco dias depois foi cassado por decreto do presidente marechal Castello Branco.

Durante três anos, ficou exilado em Lisboa. Ao voltar, foi preso e proibido de entrar em Brasília. Em 1976, morreu num acidente de automóvel na Rodovia Dutra. Em 2006, comemoram-se os 50 anos do início do governo JK e os 30 anos de seu falecimento

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ô, manolo !
Faça comentários relativos ao post. Ok?