18 de out de 2006

Lula aumenta a vantagem sobre Alckmin

Datafolha mostra que vantagem de Lula sobe para 20 pontos
SÃO PAULO (Reuters), 17 de outubro - Faltando 12 dias para o segundo turno das eleições, o presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ampliou fortemente sua vantagem sobre Geraldo Alckmin (PSDB), mostrou pesquisa do Datafolha, divulgada nesta terça-feira pela TV Globo.Considerando-se apenas os votos válidos - que excluem os brancos, nulos e, nas pesquisas, indecisos -, a vantagem passou de 12 para 20 pontos percentuais.Lula subiu de 56%, há uma semana, para 60%, enquanto Alckmin caiu de 44 para 40%. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.Pelas intenções totais de voto, a vantagem aumentou de 11 para 19 pontos percentuais. O petista cresceu de 51 para 57%, enquanto o tucano passou de 40 para 38%.Segundo os números divulgados pelo Jornal Nacional, os votos brancos e nulos somaram 3% e os indecisos também 3%.Apesar dos números adversos, os tucanos procuraram mostrar otimismo."Essa foi a última pesquisa negativa para nós. Teremos um outro cenário na semana que vem, pois voltamos para a TV, estamos no debate e começamos de novo a crescer", disse a jornalistas, em Brasília, o principal coordenador da campanha de Alckmin, senador Sergio Guerra (PSDB-PE).Segundo Guerra, levantamentos internos da campanha mostram crescimento da candidatura do tucano.Ao mesmo tempo, ao comemorar o resultado, Lula fez um apelo para que a militância não se acomode."Não se deixem entusiasmar pela pesquisa. Temos que ocupar cada rua, cada esquina, como hoje aqui no Rio, para fazer Lula presidente, (Sergio) Cabral (PMDB) governador", disse Lula em comício na Cinelândia, palco das mais tradicionais manifestações políticas do Rio de Janeiro.O Datafolha ouviu também os eleitores sobre o desempenho do governo.A avaliação ótima e boa passou de 49 para 51%, enquanto a ruim e péssima oscilou de 17 para 15%. A avaliação regular se manteve em 33%.O Datafolha ouviu 7.133 pessoas entre segunda e terça-feira, em 348 municípios do país.Por Alexandre Caverni e Vladimir Goitia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ô, manolo !
Faça comentários relativos ao post. Ok?